Fisiologia Feminina

O aparelho reprodutor feminino é composto pelas seguintes estruturas:

img21

Ovários

São duas estruturas ovais de aproximadamente 4 cm em seu maior eixo, se localizam lateral ao útero no interior da cavidade pélvica. Tem a função de sintetizar os hormônios sexuais femininos ( estrogênio e progesterona ), produção e armazenamento das células reprodutivas ( óvulos ). Cada ciclo menstrual é produzido e liberado um oócito que poderá ser fecundado dando origem a um embrião.

Útero

Orgão fibromuscular em forma de pera invertida, mede aproximadamente 7cm no seu maior eixo, apresenta grande capacidade expansiva, sendo capaz de acomodar o feto durante toda a gestação.

Dividido em três partes:

  • Corpo uterino - região central;
  • Fundo uterino - localizada acima do corpo;
  • Colo uterino ou cervice - porção mais estreita e baixa do útero, comunica o corpo uterino com a vagina.

Apresenta uma parede espessa constituída por 3 camadas:

  • Endométrio - camada mais interna;
  • Miometrio - camada muscular média;
  • Serosa - camada mais externa.

O útero é o responsável pela implantação e desenvolvimento do embrião, e também pelas contratações uterinas para que ocorra a expulsão  fetal durante o trabalho de parto.

Tubas Uterinas

Também denominadas de trompas de Falópio, são constituídas por dois ductos de aproximadamente 10 cm de comprimento que se divide em três porções:

  • Parte uterina
  • Istmo
  • Ampola
  • Infundíbulo - sendo sua parte final em formato de funil com franjas denominada fímbrias

Durante a ovulação as fímbrias são responsáveis por captar o oócito maduro, que sera fecundado na região ampular. Após ocorrer a fecundação o embrião se mantém na tuba por cerca de 4 - 5 dias até atingir o estágio der blastocisto, após isso é encaminhado para a cavidade uterina através de contrações rítmicas das paredes musculares da tuba uterina.

Vagina

Órgão tubular que se estende do colo do útero até a vulva. Mede aproximadamente 10 cm de comprimento e suas dimensões variam de mulher para mulher e tem a capacidade de aumentar durante a excitação sexual e o trabalho de parto. A função da vagina é receber o penis durante a relação sexual e permitir a saída do bebê no momento do parto, além de eliminar o fluxo menstrual.

Vulva

Genitália externa feminina, composta por:

  • Monte pubiano
  • Clítoris
  • Pequeno e grande lábios

Apresenta em sua estrutura as glândulas de Bartholin, localizadas em, cada lado da abertura vaginal com a função de secretar fluido lubrificante.

Fisiologia

É no início da puberdade, por volta dos 13 anos de idade, quando ocorre o primeiro episódio de menstruação que se inicia o período reprodutor feminino. Este se estende até o início da menopausa, que normalmente ocorre em torno dos 45 anos de idade. Contudo, é importante dizer que a partir dos 35 anos a mulher já apresenta uma queda significativa na quantidade e qualidade dos óvulos, refletindo em uma menor taxa de fertilidade.

A regulação do sistema reprodutor feminino  ocorre devido uma interação hormonal entre o hipotálamo - hipófise anterior- ovários.
Inicialmente temos a liberação do GnRH (hormônio liberador de gonadotropina) pelo hipotálamo, o GnRH atua na hipófise anterior estimulando a liberação das gonadotropinas, LH (hormônio luteinizante) e FSH (hormônio folículo estimulante).
O FSH e LH agem nos ovários, estimulando a produção e liberação dos hormônios sexuais femininos (estrogênio e progesterona).

img23

Ciclo menstrual

Processo fisiológico que ocorre de forma cíclica em todas as mulheres férteis, com uma duração média dia de 28 dias, podendo variar de 21 à 35 dias. Tem como principal função preparar o organismo para a fecundação.

Se inicia no primeiro dia do sangramento e termina pouco antes da próxima menstruação. Sua regulação é feita através de hormônios.
O FSH e LH promovem a ovulação e estimulam os ovários a produzir estrogênio e progesterona, que por sua vez estimulam o útero e as mamas a se prepararem para uma possível gestação.

O ciclo menstrual é dividido em 3 fases:

  • Folicular ( crescimento e desenvolvimento do óvulo)
  • Ovulatória ( liberação do óvulo)
  • Lútea (após liberação do óvulo)

Inicialmente temos a fase folicular com duração média de 14 dias, marcada pelo aumento da liberação de FSH, que atua nos ovários ocasionando o desenvolvimento dos folículos. Posteriormente, mas ainda nessa fase, a quantidade de FSH diminui e somente um folículo, chamado folículo dominante, continua a se desenvolver, atingindo seu maior grau de desenvolvimento, sendo assim, responsável pelo estímulo da secreção continua e crescente de estrogênio.  
A fase ovularia tem início com o pico de estrogênio ( aproximadamente 32 horas antes da ovulação), que desencadeia a produção de LH pela hipófise, e este por sua vez, estimula a liberação do óvulo, acontecendo assim a ovulação.

Após isso, tem início a fase lútea, onde ocorre uma redução na concentração de LH e FSH, o folículo roto se fecha após a liberação do óvulo e se transforma em corpo lúteo, este  será o responsável pela liberação de progesterona, que irá atuar no endométrio com a finalidade de favorecer a implantação do embrião e posteriormente ajudar na manutenção inicial da gestação.

Caso não ocorra a fecundação do óvulo por um espermatozoide, corpo lúteo se degenera, não produzindo mais progesterona, ocorrendo assim o sangramento menstrual e o início de um novo ciclo.    

Entre em Contato

Rolar para cima